Diocese inicia a quaresma e lança a Campanha da Fraternidade 2018

Diocese de Campo Limpo celebra a Santa Missa de Cinzas e faz a abertura da Campanha da Fraternidade 2018.

Redação | Quinta, 15 Fevereiro 2018 12:43
Diocese inicia a quaresma e lança a Campanha da Fraternidade 2018 Mayara Lamenha

Na quarta-feira (14) às 20 horas, Dom Luiz Antônio Guedes, presidiu a missa durante a qual se realiza a imposição das Cinzas e a abertura da Campanha da Fraternidade 2018, na Catedral da Diocese de Campo Limpo, dando assim início ao tempo quaresmal.

Durante a homilia, por várias vezes, o bispo reforçou o sentido deste tempo de quaresma, enfatizando que é tempo de mudança de vida e, que ao longo da nossa vivência aprendemos aos poucos a sairmos de nós e nos dedicarmos ao próximo. “É preciso ter a consciência de que todos nós batizados precisamos viver a quaresma como uma purificação da nossa vida, praticando a caridade, o jejum e a oração para uma conversão a Deus, rasgando não só as nossas vestes, mas o coração, deixando que Deus transforme e nos converta, é este o momento oportuno, que nenhum de nós deve perder”, disse Dom Luiz em sua reflexão.

Nesta missa, a imposição das cinzas é sinal de penitência, no sentido de conversão. Com a imposição das cinzas todos os presentes iniciaram a sua caminhada de conversão do coração para a Páscoa do Senhor.

Ao final da celebração Eucarística, para Lidionor Sampaio, Reitor de Seminário, apresentou os cinco novos propedêutas e pediu as orações de toda a assembleia pelas vocações. Dois deles são da forania Taboão da Serra, um da forania do Embu das Artes, outro de Mirim Guaçu e um da forania do Morumbi.

A equipe diocesana responsável pela Campanha da Fraternidade preparou um vídeo de apresentação das propostas da CF 2018 que este ano reflete o tema “Fraternidade e superação da violência” e o lema “Vós sois todos irmãos” (Mt23,8), o texto base propõe: “considerar que a  violência nunca constitui uma resposta justa”.

Com o crescimento disparado dos casos de violência de todos os tipos em nosso país a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) atenta às dores do povo e iluminada pela capítulo 23 do Evangelho de São Mateus: “Vós sois todos irmãos”, propôs discutir, ampliar e orientar os fiéis em suas paróquias e grupos sobre o tema violência, e o uso da  fraternidade como forma de combater esse mal que afeta em muitas instancias as vidas humanas.

Padre José Nelson, coordenador diocesano da Campanha da Fraternidade, em uma mensagem final no vídeo apresentado, convidou a todos que participem da promoção da cultura de paz, dando condição a todo ser humano de viver o amor de Deus no outro: “Se somos todos irmãos devemos combater com amor e fraternidade toda essa cultura de vingança imposta, onde o outro é visto como adversário, nós enquanto igreja e dentro do tripé jejum, esmola e oração devemos nos penitenciar de maneira a reconhecer o outro como meu irmão de fato, e se ele é meu irmão deve amá-lo a todo instante”.

Dom-Luiz-2
Dom-Luiz-3
Cinzas-2
Cinzas
Cinzas-3
propedeuta-2
propredeuta-3
propedeuta1
Cinzas-5
Propedeuta
CF-2018-2
Cinzas-4
CF-2018
Despedida