Cresce o número de peregrinos do Caminho de Santiago de Compostela

Gaudium Press | Segunda, 20 Janeiro 2020 11:42
Cresce o número de peregrinos do Caminho de Santiago de Compostela

Continua o crescimento exponencial dos peregrinos que realizam o Caminho de Santiago de Compostela na Espanha. Segundo as estatísticas divulgadas pelo Departamento de Acolhida do Peregrino, 347.578 pessoas realizaram a rota jacobina durante o ano de 2019, diante de 327.378 em 2018, quer dizer, 20.200 a mais. Demonstrando que o Caminho até o túmulo do Apóstolo Santiago ganha cada vez maior popularidade, e cresce com o passar dos anos.

As estatísticas também mostram outras cifras relacionadas com os que realizam a rota. Dos peregrinos, as mulheres que realizaram o itinerário representaram 51%, enquanto que os homens foram 49%; a maioria, 55% oscilando entre os 30 e os 60 anos de idade; enquanto que os menores de 30 anos representaram 27% dos peregrinos e os maiores de 60, 19%; revelando assim que o Caminho de Santiago é para todas as idades.

A maioria dos peregrinos, 94% realizaram a rota a pé, mas também houve peregrinos que a fizeram de bicicleta (5.63%), a cavalo (0.12%), em outros meios de transporte (0.07%) e em cadeira de rodas (0.02%). Quanto aos lugares de origem de onde procedem os peregrinos, Espanha continua sendo o de maior número. Em 2019 realizaram a rota jacobina 146.350 espanhóis, quer dizer 42.11% do total. Itália e Alemanha, foram os países europeus que maior peregrinos levou a Santiago de Compostela com 28.749 e 26.167 caminhantes respectivamente.

Enquanto que Portugal ofereceu 17.450 pessoas. Estados Unidos não ficou atrás, já que 20.652 estado-unidenses realizaram este itinerário durante o ano de 2019, representando 5.94% total dos peregrinos. Brasil, México e Colômbia foram os países com mais peregrinos procedentes da América do Sul, com 6.025, 4.091 e 2.313 pessoas respectivamente. Também houve peregrinos coreanos, australianos, russos, sul-africanos, chineses, venezuelanos, entre outras nacionalidades.

A motivação religiosa continua sendo o maior impulso que leva as pessoas a realizar o Caminho de Santiago, discriminando-se as cifras da seguinte maneira: motivos religiosos e outros, 48.71%, motivo somente religioso 40.31%, e não religiosos 10.98%. Quanto as rotas que os peregrinos escolhem para fazer o Caminho, a francesa continua sendo a mais concorrida. Em 2019, 54.65% dos caminhantes decidiram chegar ao Túmulo do Apóstolo Santiago pelo Caminho Francês, enquanto que 20.82% escolheram o Caminho Português, 6.41% o Caminho Português pela Costa, e 5.47% pelo Caminho do Norte.

Também houve porcentagens pequenas de peregrinos pelo Caminho Inglês, o Caminho Primitivo e a Via da Prata, entre outros. O Caminho de Santiago de Compostela, cuja meta é a Catedral de Santiago, é conhecido também como a "Avenida da Europa". Os que o realizam a partir de diferentes rotas devem completar o mínimo de 100 quilômetros a pé ou 200 quilômetros de bicicleta ou a cavalo para obter a Compostela, que é o certificado que se entrega aos peregrinos uma vez que se chega a Santiago de Compostela e se realiza a rota jacobina com fins religiosos.

Santiago de Compostela se prepara para um evento extraordinário: o Ano Jubilar Compostelano de 2021, um acontecimento especial que ocorre cada vez que a festa do Apóstolo Santiago, 25 de julho, coincide com o domingo. Durante o jubileu os peregrinos que realizarem o Caminho poderão obter a Indulgência Plenária sob as condições de costume que são: peregrinar à Catedral de Santiago de Compostela, onde se encontram os restos mortais do Apóstolo; confissão sacramental, comunhão eucarística e oferecer orações pelas intenções do Santo Padre.