fbpx

Primeira Assembléia Eclesial para toda a Igreja da América Latina e Caribe

Pe. Marcos Patrício | Quarta, 14 Julho 2021 12:44
Primeira Assembléia Eclesial para toda a Igreja da América Latina e Caribe

O Papa Francisco nos fez um grande convite e um grande desafio: a realização da Primeira Assembléia Eclesial para toda a Igreja da América Latina e Caribe, reunindo todas as forças evangelizadoras a partir da beleza que é o nosso batismo.

É um desejo pessoal do Papa que, ao invés de realizar a 6ª Conferência Episcopal, fosse convocada uma Assembléia Eclesial com a participação dos sacerdotes, diáconos, seminaristas, bispos, religiosos, religiosas e principalmente os leigos e leigas. Todos os homens e mulheres que compõe a Igreja de Cristo na América Latina e Caribe, são chamados a participar no processo de escuta numa perspectiva sinodal.

Francisco definiu esta Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe como “um encontro do Povo de Deus” onde "rezamos, falamos, pensamos, discutimos, procuramos a vontade de Deus". Ele alertou para a necessidade de "esta assembleia eclesial não ser uma elite, separada do povo santo e fiel de Deus", uma vez que "todos fazemos parte do Povo de Deus", e de oração, "para que o Senhor possa fazer sentir o nosso pedido de estar conosco a partir daí".

O Papa Francisco nos lembra que ainda temos muito que aprender com Aparecida, que nos deixou um documento extraordinário, com uma enorme riqueza e apelo de renovação da vida da Igreja em todo o nosso continente, como discípulos missionários.

Acontecerá na Cidade do México, aos pés de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da América Latina, entre os dias 21 a 28 de novembro. Uma pequena delegação estará presente presencialmente e muitas outras pessoas simultaneamente estarão conectadas a partir de vários outros espaços de todo o continente.

A Assembleia Eclesial será uma memória dos principais pontos da Conferência de Aparecida que ainda precisam ecoar no meio de nós. É “uma proposta restauradora e regeneradora” que vai além do episcopal para se tornar sinodal, “com uma metodologia representativa, inclusiva e participativa nos ajudando a enfrentar os novos desafios da Igreja até 2031, quando celebraremos os 500 anos do acontecimento de Guadalupe e 2033, os 2000 anos do Evento Redentor de Jesus Cristo. 

Será uma Assembleia num local mariano, a Basílica de Guadalupe, Padroeira da AméricaLatina e do Caribe, que retoma o legado de uma Conferência Episcopal realizada aos pés da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, a quem foi confiado o trabalho desta novidade eclesial, que pode tornar-se um caminho de futuro não só para a América Latina e o Caribe, mas também para todo o mundo.

Fiquemos com as palavras do Papa Francisco no final da sua intervenção: "Avancem, com coragem!” Esta é a forma de tornar realidade essa novidade que a Igreja da América Latina e do Caribe está propondo.

Caminho para participar da Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe

A primeira Assembleia Eclesial da América Latina e Caribe possui um carácter sinodal, que significa literalmente “caminhar juntos”: leigos, leigas, religiosos e religiosas, diáconos, seminaristas, sacerdotes, bispos e todos as pessoas de boa vontade que desejam fazer parte deste caminhar em comunidade.

Devido ao seu caráter sinodal, o Papa Francisco lembra-nos também que todos somos Povo de Deus. Assim, em preparação para a Assembleia, viveremos um amplo processo de escuta para discernir juntos a vontade de Deus e o apelo que Ele nos faz como Igreja nesta região do mundo, 14 anos após a V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe, realizada em 2007 em Aparecida, e no horizonte de duas celebrações fundadoras: os 500 anos do Evento de Guadalupe, (2031), e os 2000 anos do Evento Redentor de Jesus Cristo (2033).

Neste itinerário iremos recordar e viver:

 Os 500 anos do encontro de Nossa Senhora de Guadalupe com Juan Diego, representando todos os povos originários e todos os pobres e marginalizados, para ser o seu mensageiro a serviço da transmissão da fé, bem como da comunhão e da solidariedade entre todos os povos da terra.

Os 2000 anos da entrega de Jesus na Cruz, reconciliando-nos com o Pai e uns com os outros, membros de diferentes culturas e realidade sociais, pois com seu amor sem limites fez de todos um só povo, unindo-nos e enviando-nos como missionários em saída para que todos tenham vida N’Ele.

 Um tempo de oração e escuta do Espírito, que nos ajudará a reconhecer os sinais dos tempos em comunidade (cfEf 14). Será uma ocasião para praticar a leitura orante da Palavra de Deus e para nos escutarmos uns aos outros, na certeza de que o Espírito Santo está presente, trabalhando no nosso meio, falando às Igrejas (cf. Ap 3,11) e transformando-nos numa comunidade atenta à voz de Deus, que devemos aprender a discernir num contato experiencial com a sua Palavra e com nossa história.

A Assembleia Eclesial almeja responder a seguinte questão geradora:

Quais são os novos desafios para a Igreja na América Latina e no Caribe, à luz da V Conferência Geral de Aparecida, dos sinais dos tempos e do Magistério do Papa Francisco, para a Assembleia e a caminho de 2031+2033? Neste sentido o processo de realização da Assembleia almeja:

  • Reacender a Igreja de nova maneira, apresentando uma proposta restauradora e regeneradora.
  • Ser um evento eclesial em chave sinodal, e não apenas episcopal, com uma metodologia representativa, inclusiva e participativa.
  • Fazer uma releitura agradecida de Aparecida que possibilite gerenciar o futuro.
  • Ser um marco eclesial que consegue relançar grandes temas ainda em vigor, que surgiram em Aparecida e voltar a temas e agendas marcantes. Ele é um kairós. Um sinal compartilhado com outros continentes dos quais muitos frutos podem brotar.
  • Reconectar as cinco Conferências Gerais do Episcopado Latino-Americano e Caribe, ligando o Magistério Latino-Americano ao Magistério do Papa Francisco, marcando três marcos: de Medellín a Aparecida, de Aparecida à Querida Amazônia, da Querida Amazônia ao Jubileu de Guadalupano e da Redenção em 2031+2033.

Processo de Escuta

Foi iniciado o processo de escuta do Povo de Deus para a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, organizada pelo Conselho Episcopal Latino Americano (Celam). O objetivo dessa preparação é “gerar diversos diálogos e atividades que serão o fio condutor de todo o processo de discernimento até e durante a Assembleia”, de acordo com o organismo continental. O período de escuta estende-se até o dia 30 de agosto.

A escuta é uma proposta aberta a todos, na qual é possível participar através de atividades comunitárias, fóruns temáticos e contribuições individuais, com inscrições feitas através da utilização de uma plataforma de colaboração on-line, no https://assembleiaeclesial.com.br/escuta na sua seção “ESCUTA”.

É necessário um cadastro no endereço para oferecer a contribuição na plataforma. Os agentes de pastoral, padres, bispos e religiosos poderão participar desse processo sinodal e apontar como acompanhar Jesus encarnado atualmente no meio do povo. A Assembleia Eclesial almeja  responder a seguinte questão geradora: Quais são os novos desafios para a Igreja na América Latina e no Caribe, à luz da V Conferência Geral de Aparecida, dos sinais dos tempos e do Magistério do Papa Francisco, para a Assembleia e a caminho de 2031+2033?

 

MATERIAIS

Para o processo foram elaborados materiais que já se encontram disponíveis no site da Assembleia da América Latina e do Caribe (www.asambleaeclesial.lat)

O Documento para o Caminho, organizado no método pastoral de “ver”, “julgar” ou “iluminar” e “agir”, apresenta aspectos da realidade que “nos desafiam como discípulos missionários neste momento da história”. Tais aspectos são estudados em profundidade, à luz do documento e da experiência de Aparecida. Nele são encontrados fundamentos teológicos, históricos e bíblicos à luz de vários documentos da Igreja Universal e das Conferências Episcopais da América Latina e do Caribe.

Baixe aqui o Documento

Guia Metodológico, elaborado pelo comitê responsável pelo processo de escuta da Assembleia, tem o intuito de favorecer uma escuta ativa junto ao povo de Deus, a fim de facilitar uma coleta adequada das informações importantes que serão geradas a partir dos diversos diálogos e atividades a serem desenvolvidas.

Baixe aqui o Guia

LINK PARA VÍDEOS

Seguem alguns vídeos que selecionamos e poderão ajudar em uma melhor compreensão da Assembleia Eclesial Latina Americana e do Caribe e motivação na participação do Processo de Escuta que se encerra no dia 30 de agosto.

O Último e mais longo e uma fala do Padre Agenor Brighent, um grande teólogo que a convite da CRB fez uma memória ao Documento de Aparecida no último dia 12.06.

Apresentação da Assembleia

 

 

Mensagem do Papa Francisco na Apresentação da Assembleia

 

Processo de Escuta e preparação para Assembleia Eclesial: Sinodalidade à Serviço do Reino com Pe. Joaozinho. SCJ, Dom Joel Portella Amado e Pe. Patrick

 

Quatro passos para inscrever-se no Processo de Escuta da Assembleia Eclesial

 

 Dom Joel Portella Amado apresenta o processo de escuta da Assembleia Eclesial CELAM 2021