fbpx

Tradicional vigília ‘Celebra Juventude’ retoma anunciando a Esperança

Depois de um longo período de paralisação e duas datas do evento canceladas, a Vigília Celebra Juventude chega a sua 11ª edição movimentando a juventude diocesana.

Redação | Terça, 16 Novembro 2021 13:38
Tradicional vigília ‘Celebra Juventude’ retoma anunciando a Esperança

A 11ª edição da vigília, já muito tradicional e esperada pela juventude diocesana, aconteceu em meio à retomada das atividades presenciais permitida pela prefeitura da cidade de São Paulo, na noite do sábado (14) na Catedral Sagrada Família.

O cronograma do evento sofreu alteração e ao invés das tradicionais oito horas, o Assessor das Juventudes, padre Rodolfo Camarotta, preferiu reduzir pela metade a quantidade de tempo: “Pensamos nesta retomada com muito carinho e o cuidado é parte fundamental do amor ao próximo. Retomar a vigília é uma grande alegria e sem dúvida está sendo possível graças ao avanço na vacinação”.

Outra novidade desta edição foi a Santa Missa no início do evento. Dom Luiz Antônio Guedes presidiu a celebração que foi concelebrada pelo padre Rodolfo e os padres Sandro Ely de Oliveira, pároco da Catedral e o padre Rodrigo Antônio da Silva, vigário. Dom Luiz, que presidiu pela primeira vez a missa da vigília, pediu em sua homilia que os jovens sejam evangelizadores de outros jovens pondo em prática o que Jesus pediu, ‘ide e levai o Evangelho a toda criatura’: “Deus quer que todos sejam cuidados, Ele quer a salvação de todos. Precisamos revelar na assembleia reunida, nos acontecimentos cotidianos o que Jesus espera de nós. Gostaria de pedir ainda que vocês jovens lessem os Evangelhos, mas pouco a pouco, prestando atenção nas atitudes de Jesus em suas ações, isso ajudará a seguir os passos do Mestre”.

Dom Luiz falou ainda sobre o V Dia Mundial dos pobres, celebrado em todo mundo na liturgia do dia, e sugeriu que a Pastoral da Juventude refletisse e indicasse ações que de fato nos aproximem dos mais necessitados não apenas como benfeitores, mas como amigo deles. “O Papa é um apaixonado pelos pobres, por isso ele é tão perseguido, é muito odiado, dentro e fora da Igreja. Na carta que ele escreveu para este dia mundial dos pobres ele pede que não só partilhemos os bens, mas que sejamos amigos dos pobres, que saibamos dar o pão, mas também o coração, a amizade, ouvi-los, estar próximos, para acolhê-los cada vez mais em pé de igualdade, sem discriminação. Reflitam sobre a carta e quem sabe a partir dessa reflexão, consigamos extrair sugestões que nos ajudem a colocar em prática isso em nossas vidas”.

O tema da edição: ‘A Esperança não decepciona’, trecho da Carta de São Paulo aos Romanos, tirada do capítulo 5, versículo 5, foi apresentada em forma um vídeo com texto do Padre Rodolfo Camarotta e realização pelo Setor Comunicação da Diocese. A Narrativa, que emocionou muitos dos presentes, reviveu em um pouco mais de três minutos, uma trajetória de tristeza e dor vivida pelas milhares de famílias enlutadas pela Covid-19 neste tempo difícil de isolamento. No final, uma mensagem de esperança fez os presentes serem gratos e agraciados por Deus, o que foi demonstrado em uma grande salva de palmas.

Embora o evento tenha o nome ‘Celebra Juventude’, é destinado ao público de todas as idades e apesar de ter uma programação variável, escolhida por uma comissão, sempre busca ser um ânimo novo para as diversas pastorais de jovens da diocese. Louvor e muita animação nunca ficam do lado de fora.

O pregador da noite, padre Elcio Barros, pároco da Nossa Senhora do Rosário, Forania Embu das Artes, e trouxe a tona a reflexão do tema a partir do seu testemunho já que o lema desta vigília é o seu lema de ordenação: “Há quase 21 anos eu recebi meu ministério aqui nesta Catedral e a esperança sempre me impulsionou. Jovem é Jesus quem nos escolhe e Jesus é imprevisível, assim como ele te chamou a estar aqui hoje, Ele te chamou também a ser um seguidor dele, um discípulos missionário. Não desanime, por falta de tempo, cansaço ou qualquer outro motivo, se a pandemia desarticulou a sua pastoral, se o ânimo lhe faltar, escute o que o Senhor te diz: ‘avance para águas mais profundas’ e não duvide do que Deus é capaz fazer por você, que todos nós possamos incendiar o mundo com a graça, o poder e a efusão do Espírito Santo”.  

A musicalidade da vigília conta com cantores e de diferentes paróquias da diocese e a musica tema foi – Terra Seca | Fraternidade João Paulo II – cantada pelo coral de mais de 1900 jovens por diversas vezes durante a vigília.  Depois da missa, pregação e muitos momentos de louvor a juventude contemplou o Santíssimo Sacramento, exposto pelo vigário da Catedral, Padre Rodrigo Antônio da Silva.

O Celebra Juventude é transmitido ao vivo pela internet e nas redes sociais oficiais da Diocese e a participação do público é também bem significativa online. Os padres Cesar, Rossi, Lidionor Sampaio, Aloísio de Melo, Frei Leandro Albuquerque e Wesley da Cruz, participaram do evento.

No encerramento, pouco depois da meia noite, agradecido, padre Rodolfo questionou os presentes se eles estariam na próxima edição, que acontece na segunda de Carnaval, e todos em uníssono responderam com um alto e sonoro sim.

Você pode rever a 11ª Edição do Celebra Juventude e o vídeo ‘A Esperança não decepciona’, clicando aqui: https://youtu.be/1--8mMX92RM 

 

fotor25
fotor34
fotor41
fotor42
fotor43
fotor45
fotor3
fotor5
fotor29
fotor24
fotor20
fotor19
fotor12
fotor18
fotor7
fotor17
fotor15
fotor37
fotor1
fotor38