fbpx

Dom Luiz celebra Missa da Unidade no Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres e Divina Misericórdia

Além do bispo, o pároco Alberto Gambarini e padres da forania de Itapecericada Serra estiveram presentes na celebração.

Santuário Nossa Sra. dos Prazeres | Terça, 05 Abril 2022 13:52
Dom Luiz celebra Missa da Unidade no Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres e Divina Misericórdia Santuário Nossa Sra. dos Prazeres

No último sábado, 2 de abril, o Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres e Divina Misericórdia recebeu o bispo diocesano Dom Luiz Antônio Guedes para a celebração da Missa da Unidade. Muitos fiéis de diferentes paróquias da forania de Itapecerica da Serra compareceram ao santuário e quase 10 mil pessoas acompanharam através das redes sociais.

O padre Alberto Gambarini, que também participou da celebração, agradeceu ao bispo pela presença e “por todo esse tempo que ele esteve e continuará conosco, sendo pastor e sendo o nosso pai espiritual.”

Outros padres estiveram no santuário, como o padre Gilson, da paróquia São Miguel Arcanjo; padre Alexandre, vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora dos Prazeres e Divina Misericórdia; o diácono permanente Adilson Seguezi, da paróquia Nossa Senhora Aparecida e São Lourenço; padre Sandro, da Catedral Santuário Sagrada Família; padre Lídio, do Seminário Nossa Senhora Aparecida, padre Valdir da Paróquia São Pedro Apóstolo; padre César, da Paróquia Jesus de Nazaré; padre Marcos, da Paróquia São João Paulo II e padre Pedro, da Paróquia de Santa Clara de Assis.

O pároco Alberto Gambarini expressou seu desejo de que a missa pudesse ser “um sinal de comunhão, que nós queremos continuar criando e crescendo, pois esse é o grande propósito de ser igreja. Uma igreja que caminha unida, uma unidade que é feita pela diversidade também, mas que faz a gente crescer na fé.”

Seguindo o raciocínio do pároco, o padre Marcos ressaltou a importância do início da caminhada da sinodalidade, feita a partir de um convite do Papa Francisco a todos. “A sinodalidade não é um evento, não é um slogan, não é um jeito de fazer as coisas. A sinodalidade que somos convidados pelo Papa Francisco é um novo jeito de ser igreja, não apenas de fazer igreja. Todos somos convidados, a partir da nossa fé, dos nossos propósitos comuns, do desejo de ser esse grande povo de Deus, a caminharmos todos juntos na mesma direção”, afirmou.

Em sua homilia, o bispo Dom Luiz recordou a chegada da festa central do mistério da Páscoa “o centro da nossa vida e o centro da nossa liturgia.” Além disso, trouxe a reflexão de que “o nosso Deus que já fez maravilhas na história passada, o nosso Deus que já fez maravilhas na história de cada um de nós como pessoas de fé, o Deus que fez maravilhas nas comunidades da igreja, esse Deus ainda tem surpresas para nós, porque ele tem poder e capacidade de fazer coisas maiores ainda.”

Ainda no desenvolvimento de sua homilia, o bispo recordou a fala de Jesus na história da mulher que seria julgada por ter sido surpreendida em adultério “aquele que não tiver pecado, que atire a primeira pedra...e ninguém pôde atirar a primeira pedra” e completou “que nós também reconheçamos as nossas faltas, peçamos o perdão pelos nossos pecados, que saibamos compreender os outros em suas fraquezas e seus pecados, não fiquemos acusando as pessoas, e coloquemos nossa confiança na bondade de Deus, e nos voltemos para Ele, não para o pecado, para Deus, crescendo no amor para agradar o Senhor nosso Deus.”

Missa Da Unidade

A Missa da Unidade foi transmitida através do Facebook (Padre Alberto Gambarini) e YouTube (TV Encontro com Cristo) e ainda pode ser vista.

Assembleia Geral dos Bispos

O Papa Francisco escolheu “Para uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão” como tema da próxima Assembleia Geral dos Bispos, convocada pelo próprio Francisco para o mês de outubro de 2022.

IMG4474
IMG4380
IMG4303
IMG4237
IMG2438
IMG2279
IMG2341